PCVB

Version in English I

Fazenda Santo Antônio

Voltar

Visitação: Mediante agendamento prévio.

Patrimônio preservado do século XVIII cercado por exuberante paisagem e uma Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN). A casa-sede e construções rurais do antigo Engenho de Nossa Senhora da Soledade das Terras Frias, conhecido como Fazenda Santo Antônio, foi ponto de parada e passagem de tropeiros que transitavam por um dos atalhos do Caminho do Ouro (Estrada Real), vindo das Minas Gerais para o Rio de Janeiro. O Barão de Mauá foi proprietário da fazenda no século XIX, época em que ele passava temporadas. Durante a República, o Presidente Getúlio Vargas frequentava essa propriedade. A Fazenda Santo Antônio é um Posto Avançado da Reserva da Biosfera da Mata Atlântica Brasil (UNESCO) e testemunho de vários períodos da história do Brasil, do período colonial à República.

A Fazenda Santo Antônio é patrimônio preservado do século XVIII, Posto Avançado da Reserva da Biosfera da Mata Atlântica Brasil e testemunho de 250 anos da História do Brasil, do período colonial à República.

Constituída por uma  casa-sede e construções rurais do antigo Engenho de Nossa Senhora da Soledade das Terras Frias que foi ponto de parada e passagem de tropeiros que transitavam por um dos atalhos do Caminho do Ouro (Estrada Real), vindo das Minas Gerais para o Rio de Janeiro.

O Barão de Mauá foi proprietário da fazenda no século XIX, época em que ele passava temporadas. Durante a República, o Presidente Getúlio Vargas frequentava essa propriedade. 

A visitação inclui a casa sede, onde se destaca a Capela, cujo projeto é atribuído ao Mestre Valentim, passeio pelas alamedas na parte externa para conhecer o atalho da Estrada Real e apreciar os animais, especialmente as ovelhas, os pés de café, as orquídeas e bromélias, incluindo delicioso lanche de fazenda.

Visitação: Externa