PCVB

Version in English I

Ecoturismo

Cachoeiras

Cachoeiras

– Cachoeira da Macumba 

– Cachoeiras do Vale das Videiras 

- Poço da Barragem do Caxambu 

– Véu da Noiva e Poços do Rio Bonfim


Cachoeiras – Cachoeira da Macumba

Linda cachoeira com duas quedas de 35 metros de altura. Trilha curtinha, ótimo poço para nadar e grampos para rapel.


Duração: 10 minutos de caminhada
Dificuldade técnica: baixa, caminhada por trilha
Orientação: fácil
Distância aproximada: 90m


Cachoeiras – Cachoeiras do Vale das Videiras

Duas cachoeiras com acesso fácil, que ficam muito bonitas no verão.


Cachoeiras - Poço da Barragem do Caxambu

Poço de águas limpas num lugar tranqüilo aos pés da barragem do Caxambu.

Duração:
Dificuldade técnica:

Orientação:

Distância aproximada:


Cachoeiras – Véu da Noiva e Poços do Rio Bonfim

Trilha agradável e bem definida no Parque Nacional da Serra dos Orgãos. Dá acesso a diversos poços e cachoeiras, incluindo o Véu da Noiva, com 40 metros de queda.

Duração: 1 a 2 horas de ida
Dificuldade técnica: baixa, caminhada por trilhas e trechos isolados de travessia em pedras de rio
Orientação: fácil
Distância aproximada: 4,1km
Não deixe de levar: roupa de banho
Quando ir: ano todo, preferencialmente no verão



Cachoeiras

+
Caminhadas Ecológicas/ Trekking

Caminhadas Ecológicas/ Trekking

- Morro do Bonet

- Travessia Araras-Secretário

- Caminhada Maria Comprida

- Caminho do Ouro


Caminhada Semipesada – Alcobaça

Clássico. Uma das montanhas mais bonitas de Petrópolis; tem também uma das melhores vistas. Caminhada que começa num bonito vale e que tem no seu final trechos íngremes e escorregadios.

Duração: 1,5 a 3 horas de subida

Dificuldade técnica: média; trilha com trechos íngremes, sendo alguns relativamente expostos

Orientação: fácil 

Distância aproximada: 2,5km (ida)

Altitude: 1.810m

Não deixe de levar: boné ou chapéu e filtro solar

Quando ir: ano todo


Caminhada Leve – Alto da Ventania

Ótima caminhada pela região rural do Caxambu. Cume amplo, com muitas lajes de pedra e uma linda vista do maciço oeste da Serra dos Órgãos.

Duração: 1 a 2 horas de subida

Dificuldade técnica: baixa; caminhada por trilha aberta com eventuais trechos fechados

Orientação: fácil, com pequeno trecho confuso no início

Distância aproximada: 2,8km (ida)

Altitude: 1.560m

Não deixe de levar: boné e filtro solar

Quando ir: ano todo


Caminhada Leve – Caminho do Ouro

Aberto em 1723, marcou o início da colonização de Petrópolis. Esse lindo caminho de pedras pela floresta também é conhecido como Estrada da Serra Velha, Caminho Novo ou Atalho do Proença, pois foi aberto por Bernardo Proença como um atalho para o antigo caminho do ouro, que passava por Parati. 

Duração: 2 a 3 horas 

Dificuldade técnica:baixa 

Orientação: fácil Distância aproximada: 6,5km 

Não deixe de levar: bota e calça comprida Quando ir: ano todo


Caminhada Leve Superior - Cobiçado

Clássico. Linda montanha com cume pontiagudo na região do Caxambu. Caminhada passa por uma pitoresca estradinha que contorna a vertente norte da montanha até pegar a crista final, com uma forte subida com 350m de desnível. A subida do Cobiçado é o ponto de partida para a Travessia Cobiçado – Ventania, uma das trilhas mais bonitas da Serra. 

Duração: 1,5 a 2,5 horas de subida

Dificuldade técnica: baixa; caminhada por estradinha e trilha aberta

Orientação: fácil

Distância aproximada: 3,5km (ida)

Altitude: 1.678m

Não deixe de levar: boné e filtro solar

Quando ir: ano todo 


Caminhada Semipesada – Jacuba Maior

Bonita e longa caminhada na região do Taquaril, passando por pastos, cristas e uma interessante travessia entre um paredão e um abismo. Carrapatos na estação seca. 

Duração: 2,5 a 3,5 horas de subida

Dificuldade técnica: média; alguns trechos em costões de rocha e eventuais trechos fechados

Orientação: dificuldade média. Muitas bifurcações e trilhas de vaca na primeira metade. Trecho com trilha indefinida no final. Recomendável ter pelo menos um montanhista experiente no grupo.

Distância aproximada: 4,6km (ida)

Altitude: 1.460m

Não deixe de levar: boné ou chapéu, filtro solar e facão

Quando ir: devido aos carrapatos é melhor ir no final do período chuvoso, entre janeiro e abril. 


Caminhada Semipesada – Maria Comprida

Clássico. Trilha técnica e fisicamente exigente para vencer a montanha que tem a maior parede rochosa vertical do estado, e foi importante referência para os antigos viajantes que passavam pelos caminhos do ouro. Para quem gosta de aventura e tem muita disposição.

Duração: 3 a 5 horas de subida

Dificuldade técnica: alta; caminhada por trilha íngreme, com diversos trechos expostos, alguns com cordas fixas. É imprescindível ter no grupo pelo menos um montanhista experiente.

Orientação: fácil, praticamente não há bifurcações 

Distância aproximada: 3,0km (ida)

Altitude: 1.926m

Não deixe de levar: bastante água, lanterna, 2 cordas de uns 20m cada

Quando ir: ano todo, dando preferência para a estação seca


Caminhada Leve – Meu Castelo

Super clássico. Uma das trilhas mais frequentadas de Petrópolis. O nome se deve à curiosa formação rochosa do cume, que lembra um castelo de pedras. A trilha é suave e passa por um lindo trecho na mata. Ótima opção para os novatos e para levar as crianças. 

Duração: 40 minutos a 1,5 horas de subidaDificuldade técnica: baixa, trilha aberta com alguns trechos em lajes de pedra

Orientação: fácil

Distância aproximada: 2,6km (ida)

Altitude: 1.245m

Quando ir: ano todo 


Circuito das Bromélias

Bonito circuito de cachoeiras e poços bem próximos da portaria do Bonfim 

Classificação: caminhada leve

Duração: 1 a 2 horas (circuito completo)

Dificuldade técnica: Baixa, com algumas passagens em pedras de rio.

Orientação: fácil até o Poço das Duchas. Daí para frente po caminho fica um pouco confuso.

Distância aproximada: 1,1 km

Não deixe de levar: roupa de banho

Quando ir: Ano todo, preferencialmente no verão.

Fonte: Guia de Trilhas de Petrópolis/Waldyr Neto.

http://trilhasdepetropolis.blogspot.com


Caminhada Leve Superior – Morro do Alicate

Ótimo programa para o verão, com direito a uma bonita caminhada seguida de banho de cachoeira.

Duração: 2 a 3 horas de subida

Dificuldade técnica: baixa, com um pequeno trecho escorregadio

Orientação: fácil

Distância aproximada: 5km (ida)

Altitude: 1.680m

Não deixe de levar: Roupa de banho

Quando ir: ano todo, preferencialmente no verão, quando as cachoeiras ficam mais bonitas.


Caminhada Leve - Morro do Bonet

Trilha curta e relativamente íngreme, que dá acesso a um cume agradável com lajes de pedra e uma linda vista da região do Rocio e da Reserva Biológica do Tinguá.

 Duração: 40 minutos a 1,5 horas de subidaDificuldade técnica: baixa; caminhada por trilha com eventuais trechos erodidos

Orientação: fácil

Distância aproximada: 860m (ida)

Altitude: 1.552m

Não deixe de levar: binóculo 

Quando ir: ano todo 


Caminhada Leve Superior – Pedra da Cuca

Linda caminhada; um clássico do Vale das Videiras. Infestada de carrapatos durante quase o ano todo, é uma ótima opção para o final da estação das chuvas. A trilha passa por uma crista perfeita de mais de 2km de extensão e chega em um bonito cume rochoso, cuja forma lembra a personagem Cuca, do Sítio do Pica-pau Amarelo. 

Duração: 2 a 3 horas de subida

Dificuldade técnica: baixa; caminhada por trilha aberta com um trecho isolado de laje de pedra, que pode ser difícil de passar se estiver molhado.

Orientação: fácil

Distância aproximada: 4,5km (ida)

Altitude: 1.701m

Não deixe de levar: água; boné ou chapéu e filtro solar,

Quando ir: devido aos carrapatos é melhor ir no final do período chuvoso, entre janeiro e abril 


Caminhada Leve Superior – Pedra de Itaipava

Na encosta sul do primeiro cume da Pedra de Itaipava existe uma fenda por onde escorre um filete de água. Daí o nome Itaipava, que em tupi-guarani significa “Pedra que Chora”. O trecho entre o primeiro e o segundo cume é tão bonito que vale o esforço dessa caminhada por trilha relativamente íngreme a céu aberto. Carrapatos na estação seca. 

Duração: 1,5 a 2,5 horas de subida

Dificuldade técnica: baixa

Orientação: dificuldade média, trilha confusa na sua parte inicial

Distância aproximada: 2,4km (ida)

Altitude: 1.369m

Não deixe de levar: água, boné e filtro solar

Quando ir: devido aos carrapatos é melhor ir no final do período chuvoso, entre janeiro e abril 


Caminhada Leve - Pedra do Cortiço

Um clássico. Trilha fácil e rápida, que leva a um lindo cume com vista para a Baia da Guanabara.

Duração: 30 a 50 minutos de subida

Dificuldade técnica: baixa; caminhada por trilha com algumas erosões

Orientação: fácil

Distância aproximada: 1,4km (ida)

Altitude: 1.121m

Não deixe de levar: binóculo

Quando ir: ano todo


Caminhada Leve – Pedra do Quitandinha

Caminhada agradável partindo do Hotel Quitandinha, com linda vista do topo para o Hotel e lago.

 Duração: 1 a 1,5 horas de subida

Dificuldade técnica: baixa; caminhada por ruas e trilha aberta

Orientação: fácil

Distância aproximada: 2,8km

Altitude: 1.100m

Não deixe de levar: água

Quando ir: ano todo 


Caminhada Leve Superior - Pedra do Retiro

Clássico. Caminhada por trechos de mata e depois crista, com vistas para a cidade de Petrópolis e para praticamente todas as montanhas do município. Nas encostas da Pedra do Retiro nasce o Rio Piabanha, principal rio Petropolitano.

Duração: 1 a 2 horas de subida

Dificuldade técnica: baixa; caminhada por trilha com alguns trechos erodidos e um trepa-pedra isolado

Orientação: fácil

Distância aproximada: 2,3km (ida)

Altitude: 1.541m

Não deixe de levar: água

Quando ir: ano todo


Caminhada Semipesada – Taquaril

Imponente montanha que se destaca no horizonte, quando se olha para o norte a partir de Petrópolis. Acesso por trilha íngreme e relativamente curta, com lindas paisagens. Cume amplo com vista espetacular. 

Duração: 2 a 3 horas de subida (ou menos, se não for necessário bater facão)

Dificuldade técnica: média; trilha íngreme com alguns trechos escorregadios

Orientação: fácil, mesmo se a trilha estiver fechada

Distância aproximada: 1,7km (ida)

Altitude: 1.869m

Não deixe de levar: água, facão

Quando ir: ano todo 


Caminhada Leve Superior - Travessia Araras-Secretário

Longa caminhada, que percorre um bonito trecho do Caminho do Ouro, também chamado de Atalho do Proença. 

Duração: 4 a 6 horas de caminhada

Dificuldade técnica: baixa

Orientação: fácil

Distância aproximada: 14,5km 

Não deixe de levar: chapéu ou boné, filtro solar e roupa de banho

Quando ir: ano todo (é possível pegar carrapatos na estação seca) 


Caminhada Semipesada – Travessia Caxambu–Santo Aleixo

Linda trilha. Ótima opção para quem gosta de longas travessias, com florestas e riachos. 

Duração: 5 a 7 horas

Dificuldade técnica: baixa

Orientação: dificuldade média. Trilha bem marcada com algumas bifurcações e eventuais taquaruçus arriados sobre o caminho. É recomendável ter no grupo pelo menos um montanhista experiente.

Distância aproximada: 14km 

Altitude: 1.570m, no Alto da Ventania

Não deixe de levar: facão e lanterna

Quando ir: ano todo 


Caminhada Semipesada – Travessia Cobiçado - Ventania

Um clássico. Linda caminhada passando por cinco cumes na porção da Serra dos Órgãos conhecida como Serra da Estrela. 

Duração: 5 a 8 horas de caminhada

Dificuldade técnica: média, caminhada por ruas e trilhas com lajes de pedras, trechos fechados e algumas passagens expostas

Orientação: dificuldade média

Distância aproximada: 12,4km 

Altitude: 1.740m no Pico dos Vândalos

Não deixe de levar: calça comprida, facão, boné e lanterna

Quando ir: ano todo 


Caminhada Leve Superior – Travessia Cuiabá - Brejal

Caminhada por estradas de terra nas regiões rurais de Cuiabá e Brejal, passando por ruínas, fazendas, florestas e pastos. 

Duração: 2,5 a 3,5 horas de caminhada

Dificuldade técnica: baixa

Orientação: fácil

Distância aproximada: 11.7Km

Não deixe de levar: boné e filtro solar

Quando ir: ano todo 





Caminhadas Ecológicas/ Trekking

+
Observação de Aves

Observação de Aves

O  aumento da sensibilidade quanto à preservação ambiental propicia o crescimento de atividades de ecoturismo. A observação de aves (ou birdwatching) é a mais antiga e difundida atividade de admiração da vida silvestre, sendo muito difundida nos EUA, na Inglaterra, na Alemanha, na França , na Espanha e no Japão.

O Brasil é privilegiado com uma das maiores biodiversidades em aves no mundo. São 1.785 espécies de aves atualmente em todo o país e, anualmente, são realizados novos registros, sendo descritas, até mesmo, novas espécies.

Os ofertantes disponibilizam pacotes de expedições com variados tempos de duração, com acompanhamento de guias especializados, que conhecem efetivamente a região e as espécies passíveis de observação, horários e estratégias.


Fonte: Diagnóstico do Turismo de Aventura no Brasil / ABETA. 2009 – Vol.1


Operadora

Pousada Paraíso

Estrada do Taquaril, 3515 – Pedro do Rio – Petrópolis – RJ

www.pousadaparaiso.com.br

Tel: (24) 2223-3670


Observação de Aves

+
Parque Nacional da Serra dos Órgãos

Parque Nacional da Serra dos Órgãos

O Parque Nacional da Serra dos Órgãos, conhecido como Parnaso, é uma ótima opção de lazer para toda a família e aqueles que desejam contato com a natureza por meio de experiências inesquecíveis.


Criado em 30 de novembro de 1939, o PARNASO é o terceiro parque mais antigo do país, representando um importante marco na história das Unidades de Conservação Brasileira. 

É um dos melhores locais do país para a prática de esportes de montanha, como escalada, caminhada, rapel e outros; além de ter fantásticas cachoeiras. O Parque tem a maior rede de trilhas do Brasil. São mais de 200 quilômetros de trilhas em todos os níveis de dificuldade: desde a trilha suspensa, acessível até a cadeirantes, até a pesada Travessia Petrópolis-Teresópolis, com 30 Km de subidas e descidas pela parte alta das montanhas.

Entre as escaladas destacam-se o Dedo de Deus, considerado o marco inicial da escalada no país, e a Agulha do Diabo, escolhida uma das 15 melhores escaladas em rocha do mundo.

Foi criado em 1939 para proteger a excepcional paisagem e a biodiversidade deste trecho da Serra do Mar na Região Serrana do Rio de Janeiro. São 20.024 hectares protegidos nos municípios de Teresópolis, Petrópolis, Magé e Guapimirim.

A Sede Petrópolis está localizada no bairro do Bonfim, distrito de Corrêas.

O Parque abriga mais de 2.800 espécies de plantas catalogadas pela ciência, 462 espécies de aves, 105 de mamíferos, 103 de anfíbios e 83 de répteis, incluindo 130 animais ameaçados de extinção e muitas espécies endêmicas (que só ocorrem neste local).

O Parque Nacional da Serra dos Órgãos é uma Unidade de Conservação Federal de Proteção Integral, subordinada ao Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), cujo objetivo maior é o de preservar amostras representativas dos ecossistemas nacionais.

Fonte: ICMBIO.

Embaixadores do Parnaso:

Com empreendimentos em Petrópolis e Teresópolis, os Embaixadores do PARNASO têm atrativos especiais para tornar sua viagem inesquecível. São hotéis, restaurantes, guias e agências que oferecem diversas opções de lazer como caminhadas, trilhas ecológicas, esportes radicais, atividades pedagógicas e muitas outras atrações para você e sua família. Viva experiências repletas de aventura, prazer e diversão e descubra o que o Parque Nacional da Serra dos Órgãos tem de melhor! 

Visite o site para saber mais: 


http://embaixadoresdoparnaso.blogspot.com.br/


Parque Nacional da Serra dos Órgãos

+